Então é só mais uma série ruim sobre zumbis?

21 de March de 2012 / autor: / em: Séries 48

O texto abaixo pode conter revelações sobre o final da segunda temporada. Continue por sua conta e risco.

Não sou nenhum vidente, mas já prevejo alguns dos comentários que virão nesse post: “ah, é só uma série de zumbis“, “zumbis não pensam em crítica social, eles querem cérebros“, ou ainda a clássica “esse pessoal quer ficar vendo camadas de contexto até em séries de zumbi“.

Se você pensa assim: ok. Respeito seu ponto de vista.

Mas acompanhe meu raciocínio antes de desbaratar-se para os comentários esbravejar que cultura pop deve ser consumida como refrigerante de canudinho.

The Walking Dead quando vista apenas como um produto do gênero “apocalipse zumbi” e comparada a outras obras semelhantes é fraquíssima. Poucas cenas realmente angustiantes envolvendo os walkers, capítulos inteiros focados apenas no drama dos sobreviventes, e muitas subtramas que nada, ou pouco, possuem em comum com cérebros sendo comidos. Mas então qual o motivo da série, que teve seu season finale no Brasil exibido ontem pela Fox, ter alcançado tamanho público e ser um fenômeno no mundo inteiro? E a resposta é bem simples: The Walking Dead NÃO é uma série sobre zumbis. Retrata a adversidade da situação, ou até onde o ser humano é capaz de descer e ainda ser chamado de humano. A ameaça pouquíssimo importa, poderiam ser alienígenas, vampiras lésbicas ou ovelhas mutantes assassinas. O grande atrativo reside nas relações humanas, e quais barreiras de comportamento são passíveis de serem quebradas sem perdermos nossa humanidade.

Observe que todo o personagem de The Walking Dead representa algo que todos temos, enquanto seres equilibrados emocionalmente e vivendo em uma sociedade civilizada. Você certamente é um pouco raivoso, como Shane, tem medo da morte, como Glenn, tenta fazer a coisa certa, como Dale. Pois quando um desses personagens é abatido na tela, vemos aquela sociedade perder uma das múltiplas facetas de humanidade que lhe restavam, colocadas no microcosmo que é o grupo de sobreviventes de Rick. Até onde essa pequena sociedade conseguirá ser simplificada e continuar a ser civilizada? Qual é o limite para que deixemos de ser sobreviventes, para ser uma ameaça a nós mesmos? Não sei se a série um dia trará uma resposta, mas certamente nos traz muitas perguntas.

Você pode até dizer que quando assiste a série não está nada interessado em participar de uma grande discussão sobre a sociedade atual, mas só esse ano já foram apresentados temas tão polêmicos como aborto, porte indiscriminado de armas, tortura, eutanásia e pena de morte, apenas para citar alguns. O programa fez você se posicionar perante cada um deles sem nem perceber que isso diz muito mais sobre você mesmo do que sobre os personagens na telinha. “Curiosamente” são alguns dos temas mais polêmicos e discutidos pela sociedade pois envolvem mudanças importantes nas leis de vários países e mexem com interesses de grandes e poderosas indústrias. Mas deve ser tudo uma grande coincidência, afinal é só uma série ruim sobre zumbis.

Marton Santos
Editor do Páprica. Paga no máximo 50 pratas por uma foto do Homem-Aranha cometendo algum crime. Twitter Facebook

48 thoughts on “Então é só mais uma série ruim sobre zumbis?

  1. Bruno Gomes says:

    Eu gosto da série. As pessoas realmente ficam de mimi quanto as partes o povo chora, briga, cria caso… Eu particularmente gosto, da pra entender como cada personagem se sente no meio de um apocalipse. O jeito deles. E onde eles enfiam os valores? Precisa de valores?
    Aquele blablabla moral ético blabla
    Gosto da série por ela ter zumbis.
    Os mimis muitas das vezes eu ignoro, mas eles sao importantes pra entender a história.
    Eu imagino se a série fosse sempre com hordas de zumbis. Todo mundo correndo, todo mundo morrendo, mortos morrendo, gente gritando. corre corre. SERIA CHATO!!! Todo epi seria mais do mesmo.

  2. Elton says:

    Cara, ovelhas mutantes assassinas seriam muito foda. Pior que zumbis.

  3. Rodspeed says:

    Muitissimo atrasado meu comentario, mas vale a pena frisar que, quando criou a epopéia dos zumbis, George Romero pensava na Guerra do Vietnã e nos deliriso consumistas da sociedade Yankee…isso mesmo!

  4. Iceman says:

    Meu velho, quando ele diz, ao final: “é só uma série ruim sobre zumbis”, está usando o velho recurso da ironia.
    É claro que essa não é a opinião dele e muito menos quis dizer isso no sentido literal.
    Na verdade, esta frase final é um tapa na cara de quem desqualifica TWD como sendo apenas “mais uma” série/filme/obra sobre zumbis, tendo em vista a profundidade e complexidade da série (complexidade esta, aliás, que perde muito de sua profundidade quando transposta para a serie televisiva e que se verifica de forma bem mais consistente nos quadrinhos).
    Enfim, não basta ler as palavras, é preciso entender o texto e o contexto em que foram escritas, para captar o sentido total do que foi escrito.

  5. Diogo Soares says:

    Muito bom o post! Disse tudo o que penso e mais um pouco. Só porque o mundo está dominado por zombies não quer dizer que eles sejam o principal da série, certos momentos tem zombie pra tudo o que é lado, mas o que torna tudo importante são os personagens que habitam esse mundo. As intrigas e os “momentos família” servem para mostrar que mesmo vivendo com esse “pequeno empecilho”, as pessoas continuam sendo as mesmas, com a mesma ética e virtudes. Mas postas sobre circunstâncias aterradoras podem mudar de ideia pelo propósito da sobrevivência. Se o foco fosse zombie, que assuntos abordariam nos episódios? 10 maneiras diferentes de arrancar tripas? Seria então muito mais inteligente fazer um filme de 2 horas de pura carnificina, ao invés de se construir uma série. Pois a série precisa de personagens, muito conteúdo e atrativos para se assistir até o fim.

  6. Bolinha says:

    Amigo pra começar não dá pra dizer no mesmo texto “…a resposta é bem simples: The Walking Dead NÃO é uma série sobre zumbis.” e depois dizer no final do texto “é só uma série ruim sobre zumbis” afinal você quer que tipo de Zumbi numa série?
    Acredito que a série tem tanto uma coisa quanto a outra quando voce diz que a tematica e sobre o que faz o sujeito que sobrevive ao apocalipse zumbi rompendo ética ou não, considero uma das várias características da série, descubra mais interpretações para o que vc assiste.
    O tema Zumbi esta muito desgastado como todo o resto da produção “artistica” atualmente, não espere muito destas merdas que vemos na tv, sempre você irá se decepcionar em alguns aspectos.

  7. leo manso says:

    eeee debora congordo sobre seu recado isso ai a serie tem dramas e suspence e muita discucoes e eu entendi seu o texto sobre a serie

  8. leo manso says:

    eu sou muito viciado na serie.gente a serie e muito boa ate hoje a serie foi a melhor gue eu achei sobre zumbis e tamben a melhor do mundo entao eu acho assim guen nao gosta nao asisti e tambem nao critica a serie guem acha ruin entao fas uma pro se eu falei isso pra guem critica a serie vlw ate mais parceiros ???????

  9. deborah says:

    seu comentário sobre a serie foi um das mas inteligente que li,e como é de se esperar teve muitos que não entendeu nada,de se esperar pois como os zumbis tb não tem cérebro ou virou paçoca. parabéns vejo a serie com um drama sim e é verdade o ensaio da cegueira tb revela como a besta dentro da gente se manifesta pela sobrevivência.

  10. Aryane says:

    Saiu uma reportagem na VEJA sobre o The walking dead. O autor do artigo compara o seriado com o livro do José Saramago “Ensaio sobre a cegueira” no qual ele explana como seria a sociedade se todos ficassem cegos. O autor defende que a série é ainda mais profunda do que o livro de Saramago.

  11. marcos says:

    só não entendi o comentario “só mais uma seria sobre zumbis …” pelo que sei de série , é a unica posso estar enganado sei la, me passe as outras fiquei curioso agora e gostaria de assistir …

  12. Carolina says:

    Com relação ao texto e aos primeiros comentários: Estou tremendamente feliz por ver que há uma parte da população que enxerga que algo a mais está sendo mostrado p/ nós a todo instante.
    Não assisto essa série, mas refleti sobre algo bem semelhante a isso esses dias e o inimigo seria nosso próprio semelhante, ao invés de ets e etc.
    Imaginem se ocorre uma uma ejeção de massa coronal do sol tão forte (isso não é impossível) que abale com todo nosso sistema de energia. Ficaremos sem ela por longos anos. Vocês já devem ter lido sobre, claro.
    As grandes cidades vão virar o caos……. muita gente e nada de comida, estaremos ilhados nesta selva de pedras sem qualquer abastecimento. Tão logo quanto necessário, começarão uns a comer os outros. Verdadeiros zumbis humanos, estes serão eles.
    Não temos mais contato com a terra… não sabemos nem colher, quanto mais plantar. P/ falar a verdade, o homem de hoje não troca mais nem resistência de chuveiro e nem conserta cano de pia. E a mulher? Oq essas meninas de hoje tem na cabeça, não sabem cuidar de si mesmas. Gente! Somos uns bolhas…e de bolha p/ zumbi é só um evento de distância.
    Desculpe-me a sinceridade. Sei que talvez num momento de grande transformações nós podemos nos mostrar bem mais fortes do que essa urbana aparência. E assim será.

  13. Sidney says:

    uma das melhores séries dos últimos tempos!!
    a melhor parte pra mim foi quando a Sophia saiu do celeiro como uma zumbi.

  14. Lucas says:

    Nossa cara muito bom o seu post.
    Parabéns

  15. sdxcc says:

    não, não é uma série sobre zumbis. é sobre ETs. se TWD não é sobre zumbis não existe nenhum filme sobre zumbis, seguindo a logica do artigo. muito fraquinho…

  16. Thiago says:

    Perfeito. Li todas as 93 edições dos HQs e é exatamente este o ponto, até onde o ser humano pode chegar para se defender, para tentar fugir da morte. A princípio todos os personagens são boas pessoas, mas a sociedade mudou e eles se viram obrigados a reagir quanto à esta mudança.

    ATENÇÃO!

    Pelo final da segunda temporada, a terceira será muito melhor, pois apareceu a Michone (clássica nos HQs) e enfim o presídio. Pra completar ouvir falar que o governador vai aparecer.
    Se tiver estas 3 citações que falei, a terceira temporada será demais, com mais ações, personagens novos e o governador. Daí sim vocês vão ver até onde o ser humano chega, pois todos precisam se divertir, assim que pensa o governador.

  17. Francis says:

    Disse tudo aquilo que vivo repetindo para meus amigos que ainda tem certo preconceito com a série….é sobre relações humanas!!!!

  18. Máiron says:

    Só falo um coisa, para quem não conhece… procura sobre o quadrinho, vai explicar perfeitamente este post!

  19. Marcos says:

    Marton, parabens. Achei que não ia achar alguem que realmente visse a verdadeira história da série. Expliquei exatamente isso para minha esposa a alguns dias, e usei o mesmo exemplo (aliens).

  20. Matheus Arend says:

    Raramente comento sobre algo. Mas realmente desta vez se faz necessario. Todos estes temas citados acima é o que me faz olhar The walking dead, a socialização das pessoas, até aonde você deixou de agir como um ser “racional”. Parabens.

  21. léo says:

    Exatamente por isso eu amo the walking dead.. n eh pra ver cerebros e s pq a drama é mto boa

  22. Erick says:

    Muga, esse “samurai com 2 escravos zumbis na historia” não é nenhuma invenção no roteiro. É um personagem dos quadrinhos pois a série é baseada neles. É um personagem que, por sinal, é muito bom.

  23. Antonio says:

    Também comecei a achar a série muita fraquinha, pode se resumir toda a temporada em três ou quatro capítulos, algo semelhante com o que acontece em Lost, eles nos enrolando, sendo repetitivos e diluem a historia em um monte de episódios, isso para mim tira muito da qualidade da série e deixa um sentimento de descontentamento, meio que um tempo perdido.

  24. Muga says:

    Serie esta ruim e muito !!
    No começo foi show, mais depois deles só ficarem na fazenda e não fazerem nada ficou chato, agora no final da temporada eles sairam….” até que em fim”
    E do nada entra um samurai com 2 escravos zumbis na historia… tomare que melhore, que mudem o roteiro para não virar uma novela mexicana, kkkkkk

  25. Luenne says:

    Como super fã de zumbis, fiquei um pouco decepcionada quando percebi que a série é sobre os humanos.

  26. Chaves says:

    A série trata do apocalipse e do comportamento dos sobreviventes à ele. E em se tratando de apocalipse, dentre tantas opções (queda de um asteróide gigantesco, nova era glacial, revolta das máquinas, invasão alien, explosão solar, guerra nuclear, etc.) se EU pudesse escolher, gostaria que o mundo acabasse numa infestação zumbi.

    É como o Lucas falou, os zumbis são só o meio e não o principal motivo da série. Portanto, a série é boa naquilo que se propõe a fazer: mostrar como pessoas se comportariam se sobrevivessem ao fim do mundo e não pega-pega entre zumbis e vivos.

  27. Júlio César says:

    Por isso que eu amo the walking dead !

  28. domi says:

    concordo com tudo que foi dito no texto!

  29. Brian Alves says:

    Muito interessante. Concordo com o ponto de vista do autor da matéria. The Walking Dead vai muito mais além do que mais uma estória de zumbis.

  30. Ítalo Nunes says:

    Concordo com vc em cada palavra , sou fã tanto do HQ quanto da Série TWD, e acho que todas as mudanças feitas do HQ pra série não foram mais do que logicas, o problema de algumas pessoas é que eles querem que o grupo saia matando todos os zumbis sem ter nem uma baixa, como em RE.

    Nos quadrinhos, a linha de tempo passa mais rápido, o que é inviável na série, pq iria ficar muito desconexa, na minha opinião.

    Para finalizar, creio que nem uma das mudanças feitas do HQ para a série diminuiu a qualidade de nem uma.

    Parabéns pelo texto, realmente vc conseguiu entender e fazer entender a série ^^

  31. João MMD says:

    Bom opiniões a parte realmente concordo plenamente com o teu texto Marton! A trama envolve bem mais os personagens do que os zombies, chegando a ter momento em que passavam 2 episódio seguidos onde aparecia apenas um zumbi!!!
    Eu particularmente estou achando a série beeeeem tediosa, no momento que eu esperava um pouco mais de caos do que taaaaaaaaaaaanto bate boca entre os personagens, tanto que eu parei de baixar e de ler a HQ.
    Mas gostos a parte! Com certeza que curte analisar mais a analogia humana quando colocada ao extremo deve tá apreciando bem mais a série =D

  32. Yurs Cash says:

    Concordo com o Thiago que nos quadrinhos os dramas pessoais são melhores explorados.
    Um dos pontos mais marcantes no decorrer da história é como o grupo frente às situações adversas, se vê em contradição com uma moralidade antiga da vida que viviam em sociedade antigamente, com as novas condições a que estão expostos das quais muitas vezes medidas extremas são necessárias.
    Para ir além de um maniqueísmo, fica a pergunta: eles estão se desumanizando ou simplesmente a sociedade mudou e a humanização e os paradigmas terão de ser dar de uma maneira diferente?

  33. Rodrigo says:

    Você falou tudo. The Walking Dead, apesar do “Dead” no nome, é realmente acerca dos vivos, a história gira em torno dos sobreviventes mais que tudo, os zumbis são mero pano de fundo e o apocalipse apenas um acontecimento gerado para levar aqueles personagens aonde estão. Para quem já leu a HQ, sabe que apesar da série explorar demais – bem mais que os quadrinhos – o lado sentimental da história, a HQ consegue se aprofundar com maior “competência” nessa área – opinião própria -.
    Eu sempre tive essa opinião colocada aqui por você, fico feliz em ver alguém que realmente conseguiu captar a essência da série. Como o Thiago, sou também um daqueles fãs chatos do HQ que o acham superior a série, mas deixando a questão de gosto, se você assisti-la como “história de zumbis” existem enormes possibilidades de uma decepção, agora se focar em “história sobre pessoas num apocalipse zumbi” ou mais exatamente “até aonde os humanos podem chegar em circunstâncias extremas”, é bem capaz de ela agradar em muitos pontos.
    Ótima análise.

  34. Iran says:

    Gostei de sua análise, Marton. Realmente, não podemos ver a série The Walking Dead somente apenas como mais uma série de Zombies mas sim uma representação de nossa sociedade e como esta pode encarar certas situações.

  35. beto says:

    Bem por ai… a HQ owna a série em todas as possibilidade… O bagulho vai ficar tenso na prisão.

  36. Adriusg says:

    Opa! Que susto…hahahahaha… seu site é excelente, eu entendi errado seu texto. Eu sou um fã que acompanha a série e os quadrinhos com muito carinho. Sempre gostei de histórias e filmes sobre zumbis, e The Walking Dead é algo maior e discute muito além dos zumbis, os mesmo acabam sendo coadjuvantes da história. É isso ai!!! Parabéns pelo site, sempre excelente!!!

  37. Victor says:

    De boa, TWD ainda não decolo. Tem uma otima premissa, mas fica devendo em muitos aspectos…e pode falar o que quiser, mas não podemos deixar o lance de zumbi de fora. Ele serve sim como um personagem, diferente do que seria um alien poe exemplo, não teriamos aquele conflito do celeiro onde estão parentes e amigos do Hershel. Msm sendo um morto-vivo, implica em inumeras emoções voce matar para se proteger um ente querido.

    Enfim, tinha uma serie britanica chamada Survivors, ela foi cancelada na segunda temporada, e nossa cara, essa sim se tratava da simples relação humana, e de boa, muito melhor que TWD !! Mas vo continuar assistindo ainda, já que ela não chega ao nivel de ruindade de Terra Nova e Falling Skies, alias, nada chega nesse nivel….

  38. Thiago says:

    Acho que na HQ esses dramas são mais bem explorados, eu comecei vendo a serie de TV mas não vida nada de mais. Quando li a HQ eu fiquei chocado com as mensagens contidas ali. Virei um daqueles fãs chatos que acham que a serie de TV destoa da obra original. kkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

  39. Rafael says:

    Achei muito interessante este texto, com ele pude observar ou me atentar a esses aspectos levantados na série que são mencionados por esse modo de ver a trama. Me despertou ao passo que vejo agora com outros olhos ainda mais intrigados e encantados por TWD! ( Qnd ler tem que fazer = ao carinha que fala na FOX!! Rs…). Parabéns pela dissertação vou continuar acompanhando por aqui, espero mais qnd a série retornar. Quais serão os novos mistérios? BRAINSSS!!!!!!!!!!

    1. Marton Santos says:

      Valeu Rafael, e se quiser mais um pouquinho dessa discussão ouça nosso podcast sobre o assunto.
      Abraço

  40. Adriusg says:

    Discordo que a série é ruim. A série da TV saiu um pouco da linha dos HQs. Já li os quadrinhos e a proposta do seriado não é focar 100% nos zumbis, como já foi dito, mostrar os conflitos e mudanças sociais e pessoais. Gosto da proposta, e ontem o último capitulo da 2º temporada com a apresentação da personagem Michonne, foi bem o que os quadrinhos apresentou, gostei muito e aguardem que aquela prisão que mostraram ontem, tem muitos acontecimentos mas pesados apresentados até hoje.
    Sou fã de filmes e histórias de zumbis, e acho que a série tem tudo para crescer ainda mais.

    1. Marton Santos says:

      Adrius, em nenhum momento digo que a série é ruim, muito pelo contrário. O título é justamente uma ironia, pois se você assistí-la apenas como uma série de mortos-vivos, ela não traz nenhuma novidade ou atrativo em especial. A questão é que ele é muito maior que isso, e por esse motivo encanta tanto as pessoas.
      Abraço

  41. Valdo lopes says:

    Não concordo Lucas! Acho que tudo na série faz parte de um contexto, por ser um mundo apocaliptico Zumbi a história faz tanto sucesso, afinal mortos voltando a vida mexe com os sentimentos e a moral tanto dos personagens quanto de nóis telespectadores, e (a trama com certeza é bem armada) se não fosse pelos zumbis essa seria mais uma série como o Falling Skies – sem graça pra caramba!

    1. Marton Santos says:

      Falling Deads seria uma péssima série de zumbis. Já Walking Skies seria uma ótima série de guerra alienígena.

  42. Orelha says:

    Os vivos são mais perigosos que os mortos!

  43. Willy says:

    Bem, o próprio criado da HQ e se não me engano produtor executivo da série disse isso, mas eu tenho a impressão que Walking Dead quer passar aquele clima que temos em Extermínio (28 Days Later) mas não consegue, a série é boa, e o twist final voltando pra história da HQ foi muito bem vindo.

  44. Julio says:

    A maneira como a humanidade encara uma ameaça apocalíptica e o quanto cada sobrevivente consegue tomar decisões moralmente questionáveis tem sido combustível de muitos roteiristas, existe inclusive a variação alienígena na série Falling Skies.

  45. Lucas says:

    Tem Walking Dead é tipo Mad Max, a graça é ver como a humanidade se comporta em um mundo no apocalipse, sem leis, sem regras, prevalecendo apenas o mais forte. Os Zumbis são apenas o chamariz para você assistir a série, ninguem que acompanha a séria até hoje está aqui pelos zumbis, diferente de filmes como a Volta dos Mortos Vivos, onde o roteiro pouco importa, a unica coisa que importa são…MIOLOSSSSS

Deixe um comentário

{showPane:false, bgC:'#e2e2e2', isPartner:true, partnerLabel:'Jovem'}