O Hobbit: Uma Jornada Inesperada recebe críticas mornas da imprensa americana

4 de December de 2012 / autor: / em: Cinema 6

Saíram as primeiras críticas de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada e parece que os críticos americanos não se empolgaram muito com o que viram. Além dos comentários negativos sobre duração e trama esticada, a revolucionária tecnologia HFR 3D (entenda aqui) do filme também virou alvo de discórdia. Enquanto alguns elogiam o realismo fantástico das cenas, a maioria aponta a estranheza causada pelos 48 quadros por segundos (o dobro da velocidade de projeção normal).

Confira o que alguns críticos tem a dizer sobre o capítulo inaugural da nova trilogia do diretor Peter Jackson:

James Rocchi, do site Boxoffice Magazine: “Peter Jackson é apaixonado pelos 48 quadros por segundo, mas eu não posso imaginar o motivo. Para mim, o filme dele teve erro do projecionista. Eu queria pedir ao projecionista para checar o equipamento, mas na verdade, deveria perguntar a Jackson porque ele queria que seu blockbuster de US$ 270 milhões parecesse um filme feito para TV…”.

Germain Lussier, do site SlashFilm: “As próximas continuações são os maiores problemas do filme. Até certo ponto, Jackson esquece que ele tem mais dois filmes para lançar, e quando lembra acaba usando os freios. Cenas de diálogos são esticadas até o infinito e sequências de fuga empolgantes são constantemente repetidas. Boa parte do filme parece que está propositadamente tentando protelar a busca dos anões. Mas O Hobbit: Uma Jornada Inesperada é muito divertido. Fãs de Jackson, Tolkien e O Senhor dos Anéis vão se divertir. No entanto, ele é longo e irregular”.

Jordan Hoffman, do site Screen Crush: “O 48 quadros por segundo é bom? Não é um caso de ser bom ou ruim. É uma escolha estética. Na verdade, eu achei uma distração. Quando Ian Holm estava falando no início, eu não conseguia ouvir uma palavra dele, porque tudo parecia tão incomum e isso prendeu minha atenção. As pessoas interessadas em tecnologia devem assistir em 48fps. Pessoas que procuram apenas ver um grande filme, devem vê-lo em 24fps [formato convencional]. É claro, quem procura um grande filme vai se decepcionar. O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, apesar de ter muitos truques, é apenas um filme bom”.

Jim Vejvoda, do site IGN: “Para um filme que é mais infantil do que seus antecessores – há piadas de arrotos para fazer as crianças rirem – será interessante ver se os jovens terão paciência para assistí-lo. Os anões são, essencialmente, piadas visuais. Embora seja compreensível que a maioria deles não mereça atenção. Devido ao grande número de personagens, os únicos que realmente ganham destaque são Thorin, Balin, Bofur e Kili. É um filme muito bom e divertido, mesmo que não seja perfeito. Com falhas e tudo mais é, porém, muito bom estar de volta a Terra Média”.

Katey Rich, do site Cinema Blend: “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada chega aos cinemas sob um peso brutal das expectativas, não só porque vem depois da magnífica trilogia O Senhor dos Anéis, mas porque sabemos que vão vir mais dois filmes nesta adaptação de um romance tão curto. Martin Freeman tem uma presença bem nervosa, o que leva um tempo para o seu Bilbo abraçar o chamado para a aventura, mas com o tempo ele se mostra como um cara que vale a pena seguir por mais dois filmes. Eu vi uma viagem inesperada no elogiado 48 quadros por segundo e em 3D, uma experiência que eu recomendo, mas talvez após uma segunda assistida”.

Todd Gilchrist, do site Celebuzz: “Não é um filme mal feito – muito pelo contrário, de fato. Mas é uma história de duas horas no corpo de uma história de duas horas e 40 minutos, e qualquer um que não é um consumidor de Tolkien deve se questionar por que eles estão assistindo tanta história que parece tão sem importância, e por tanto tempo. De qualquer forma, O Hobbit é um bom começo para o que certamente será uma série que trará plena satisfação aos fãs”.

O primeiro longa da nova trilogia de Peter Jackson (diretor de O Senhor dos Anéis) estreia em 14 de dezembro. O Hobbit – A Desolação de Smaug, o segundo filme, chega um ano depois, em 13 de dezembro de 2013. A parte final, O Hobbit – Lá e de Volta Outra Vez estreia em 18 de julho de 2014. Confira seis novos clipes de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada.

6 thoughts on “O Hobbit: Uma Jornada Inesperada recebe críticas mornas da imprensa americana

  1. sandra says:

    Eu quero que esses criticos americanos peguem uma espiga de milho bem grande, encham de cacos de vidro e pimenta e amarrem na frente de um trem, e depois abaixem as calças na frente da linha do trem e aí… aí sim eles vão poder falar mal do Hobbit;
    Cara, eu achei o ator do Bilbo perfeito e os trailers perfeitos e tudo que vi até agora perfeito. Sem falar que vamos ter aparições de personagens fodas como Gandalf, Sméagol, Frodo, ou seja, caras que fizeram história no SDA estarão no Hobbit, dez anos mais velhos, mas ainda assim são os nossos queridos!
    Então, americanos de merda que estão se remoendo de invejinha porque o Peter Jackson fez uma adaptação foda dos livros do Tolkien, uma mensagem pra vocês:::
    FAÇAM MELHOR, DEPOIS CRITIQUEM
    abraço.
    fan girl de Tolkien.

  2. Marjorry Alves says:

    Os americanos são grandes idiotas! Ponto.

  3. Otto Murdok says:

    Não vejo nada desses criticos além de uma tentativa frustante de diminuir uma obra. É mais que claro que esses criticos não saibam sobre as narrativas que Tolkien exercia em seus livros, e se apegam a mesma desculpa de 48 quadros. Gostaria de saber esses criticos teriam capacidadede fazer filmes melhores.

    1. Misael says:

      Is that why so many people were hnopig for the end yesterday? A simple lack of hobbit feet to help them keep plodding along. I am reading The Hobbit to Zoe now. Bilbo has just climbed the great oak tree as they pass through Mirkwood, he has felt the breeze on his face but cannot see the end of the forest. Despair and a lack of food, we will think of you as they find their way out, towards hope.

  4. Emerson says:

    Ok. Estranho e etc… Blz…
    Mas desses criticos. Algum deles é fã do Tolkien.
    Sim. Pq esse é um filme para fãs. E no final das contas quem vai determinar o sucesso ou não do mesmo são seus fãs.

Deixe um comentário

{showPane:false, bgC:'#e2e2e2', isPartner:true, partnerLabel:'Jovem'}