Playstation 4 /// Sony se pronuncia sobre o preço do console no Brasil

Mark Stanley, gerente da Sony responsável pela América Latina, veio a público esclarecer o preço de R$3.999 para o PS4 divulgado na semana passada. Segundo Stanley, não é de interesse da Sony vender o produto com um preço tão elevado em nosso mercado, mas os altos valores tributários fizeram com que o preço estabelecido seja o menor possível no momento. Abaixo você pode ver o gráfico, distribuído pela Sony para exemplificar os valores de tributos que fazem com que o PS4 tenha um preço tão absurdo.

tabelaps4brasil

A Sony diz ainda que abriu mão de sua margem de lucro para viabilizar o preço abaixo de 4 mil, o que trará prejuízos para a empresa. Stanley diz que a única solução seria a produção em solo nacional do console, o que baixaria o preço pela metade.

Independente dos números apresentados pela Sony ainda fica a questão de qual a mágica utilizada pela Microsoft para trazer o XOne ao Brasil com o preço de R$2.199, visto que o console lá fora custa U$100 a mais do que o concorrente. Os tributos brasileiros são absurdos, mas mesmo assim equipamentos semelhantes chegam aqui com quase R$2.000 de diferença. Parece realmente um pouco da boa e velha pressão política para colocar os consumidores e lojistas contra o governo, evitando assim as caras custas de manter uma operação de montagem e distribuição em solo brasileiro. Some isso ao fato de a Sony ter inaugurado há pouco tempo uma fábrica de PS3 em solo brasileiro e vemos que o preço de lançamento do console é fruto, muito mais, da falta de organização da empresa para nosso mercado do que do governo, que quer garantir impostos e geração de empregos de uma multinacional. Quem será o verdadeiro vilão nesse jogo de empurra-empurra?

 

Compartilhe
Comente
  • Edivaldo

    Não tenho as manhas de matemática financeira, mas, me parece q 70% de 800 e tantos reais não deveriam ultrapassar a barreira dos mais de 2 mil … só acho…

  • Grama

    Mais pura balela da Sony! Acha que a gente é trouxa de acreditar nesse conto?
    Aff… Quem tiver mais de 2 neurônios já consegue ver que é impossível acrescer de 294,17% o preço original do produto com impostos e taxa de importação.
    Além do fato já citado pelo colega SergioRDG que a Sony parte do principio que o console custa 400usd pra ela, quando esse é o preço final de venda nos EUA!
    Sério Sony?
    Xbox One acaba de ganhar mais um gammer que vem da Sony!

  • Brasil um pais de tolos

    Ainda creio que a estratégia é ter 2 produtos para públicos distintos: PS3 na faixa de mil conto para todos e PS4 para as classes A B que não importa com preço e quanto mais caro paga mais chique e diferenciado se acha

  • SergioRDG

    Começa errado do seguinte: eles colocam o preço inicial a US$ 400, que é o preço final retail nos EUA. Isso significa que a Sony tá vendendo os consoles por, sei lá, US$ 200 pro varejo deles, recomprando por US$ 400 e então mandando pro Brasil a esse preço? E aqui no Brasil o varejista/distribuidor fica com R$ 875? 22%, quase 1/4 do preço total final? Quem diabos tem um lucro de 22% em cada peça vendida? Se chegar a 10% já tá pra lá de bom, não importa se é um parafuso, um pão ou um carro, o que dizer de um console.

  • http://gravatar.com/splitthead Eduardo

    O imposto é calculado em forma de cascata, ou seja você calcula primeiro taxa de importação pra calcular em cima disso o valor do ICMS-ST e Imposto de MVA e assim você continua calculando um de cada vez em cima do valor anterior!

    Sobre o preço do X-One, a Microsoft registrou como central mídia e não como vídeo game, por isso paga menos imposto.

    Fonte:Allcenter

  • https://www.facebook.com/scuzziato Fabiano Scuzziato

    quando os primeiros comprarem, virão discriminados nas notas fiscais os valores dos impostos (inclusive os “em cadeia”)