Papricast 076 /// Os Melhores Filmes do Oscar 2014

Vai ser no próximo domingo, em pleno carnaval aqui no Brasil, que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulga os vencedores do Oscar 2014, que premia os melhores filmes lançados no ano anterior.

Neste ano 9 filmes concorrem ao principal prêmio da noite: Gravidade, Capitão Phillips, O Lobo de Wall Street, Trapaça, Ela, Nebraska, Philomena, Clube de Compras Dallas e 12 Anos de Escravidão. E nesse programa fazemos um grande review desses filmes, relembrando pontos positivos e negativos e apostando em nossos favoritos. Dê o play e venha torcer junto com a gente.

[DOWNLOAD]

Fale com a gente

Nos mande sugestões, críticas ou reclamações através do papricast@gmail.com, nos comentários do post, no Facebook ou então através de nosso twitter: @papricast

Duração do Programa

79 minutos

ASSINE NOSSO FEED!

Feed, RSS e iTunes: http://feeds.feedburner.com/Papricast Para assinar no iTunes, clique na aba Avançado, e Assinar Podcast. Cole o endereço e confirme. Assim você recebe automaticamente os novos episódios.

Compartilhe
Comente
  • Syma

    Cara, eu acho que é bem válido ter um filme que trate do assunto como o 12 anos, pois embora vários filmes mostrem isso, pessoas mais jovens como eu -que tenho 20 anos- não têm o devido contato com o assunto via cinema. É óbvio que sei o quanto racismo é ruim e que aprendi isso desde cedo, mas ,querendo ou não, a minha faixa etária tem uma visão bem “Django” do assunto na sétima arte, com aquele clima heroico e bem utópico de um negro americano se dando bem numa sociedade permeada de escravagismo. 12 anos traz uma reflexão boa ao nos fazer pensar que mesmo um homem livre estaria sujeito aos maiores absurdos que um ser humano pode fazer a outro simplesmente por pertencer a um estrato étnico subjugado, além disso, o fato de ser pautado sobre uma história real deixa claro que tal absurdo era plenamente plausível. Django é um filme muito foda, dos que mais gostei nos últimos tempos, mas que além de impalpável, traz uma mensagem bem falsa no final, pois como ressaltou um colega ali em cima, o destino dele seria ser caçado como um crioulo selvagem que fez um massacre a brancos dignos e que ao ser pego seria eviscerado em frente a outros escravos unicamente para servir de exemplo, longe do que se pode imaginar ao assistir o brilhante filme de Tarantino. Assim, acho que 12 anos serve pra nos lembrar que mesmo que virar a mesa e/ou conseguir vingança em tempos sombrios como os de escravidão ou de holocausto possa ser bonito e agradável de se ver, está realmente distante de ser uma alternativa viável. No mais, gostaria de parabenizar pelo ótimo podcast e dizer que me inspiraram a assistir todos os 9 filmes concorrentes desse ano, além de dizer que tanto Django quanto 12 anos trazem releituras bacanas e válidas do mesmo assunto, melhor dizendo, esse comentário tem por objetivo afirmar a necessidade de filmes como 12 anos e não desmerecer um ótimo filme como Django. Abraço!

  • Pingback: Sweetlinks: Os links mais quentes encontrados na web esta semana | SexBlogs()

  • Pingback: Sweetlinks: Os links mais quentes encontrados na web esta semana()

  • Pingback: Sweetlinks: Os links mais quentes encontrados na web esta semana | SweetLicious()

  • http://revistaosiris.wordpress.com Revista Osíris (Marco Vasques / Rubens da Cunha)

    Marton, estou contigo no desejo que o Ela ganhe… filme muito provocador, cheio de camadas.

  • http://www.pipocadebits.com Dmitry

    Começar pelo básico e elogiar o programa, que está muito bom e divertido, mas precisava falar sobre a discussão envolvendo o filme 12 Anos de Escravidão. Este ano estou torcendo por ele e O Lobo de Wall Street pois foram os melhores (no conjunto) entre os indicados.

    Dizer que 12 Anos não apresenta nada de novo a uma discussão é um pouquinho de exagero. Todos sabemos que a escravidão foi um período de merda, mas este filme apresenta uma boa visão sobre a jornada do personagem. Ele mostra como uma brecha legal conseguiu transformar pessoas em sádicos e outras em hipócritas (respectivamente os personagens de Magneto e Sherlock). Além de se tratar de uma história real. E assim como foi dito sobre O Resgate do Soldado Ryan, já houveram outros filmes sobre escravidão, mas eu não lembro de um tão bem executado.

    Ouvi no cast que Django seria melhor para o gênero do que 12 Anos. Eu penso precisamente o contrário. Para mim 12 Anos é necessário precisamente pela existência de Django. O que mais me incomodou no filme do Tarantino foi o final, onde um negro e sua esposa estavam sozinhos e sem papéis de liberdade dentro de um território escravagista. Quando o filme acabou eu passei a não gostar de Django por seu final, pois os heróis seriam subjugados ou mortos em pouco tempo.

    12 Anos tem uma cena específica que mostra exatamente como seria Django 2. O cara esbarra com um grupo de brancos e como não teria papéis de liberdade ou propriedade, acabaria enforcado ou revendido. Na América daquele tempo um negro não poderia nem saber ler e escrever, por se tratar de um crime.

    No mais até o próximo programa

  • https://www.facebook.com/flavao.meira Flavio Meira

    cara a comparação de Leonardo Santos com o Amém dos crentes, to rachando de rir muito bom…vcs estão de parabéns !!!

  • https://www.facebook.com/Craaaudio Claudio Nogueira

    Por que tem a Xuxa na arte do podcast?

    • Juliano Brose

      É sério isso? UHAuhauh

  • Edivaldo.

    Marton, vou te falar cara… q programa bom de ouvir! Parabéns cara.. sua edição foi ótima. A trilha sonora de fundo ficou tão boa.. rolou uma imersão para mim.. tipo a música de cada filme rolando … parabéns ! Gde programa!!!

    • http://www.paprica.org Marton Santos

      Valeu Edivaldo!