POST_PAPRICAST_123

Papricast 123 /// Rápidos e Irritados

Seis filmes. 208 figurantes. 527 carros. 7.839 litros de gasolina. Muitos números inventados. Essa é a franquia Velozes e Furiosos, que ganha seu sétimo filme nesse final de semana. Apesar da cara feia da crítica, as salas de cinema continuam a lotar para acompanhar as aventuras de Dom e sua turma de cheveteiros. Nesse programa tentamos encontrar a fórmula do sucesso de Velozes e Furiosos, enquanto relembramos os momentos mais bizarramente geniais que o pornô automobilístico já proporcionou.


[DOWNLOAD]

Ficha Técnica: Nesse programa Marton Santos, Leonardo Santos, Jaison Mafra e Elton Bandeira regulam o aerofólio do Chevette por 73 minutos.

Patreon Papricast

CLIQUE AQUI E SE ASSOCIE AO PAPRICAST

Camiseta Fight Club

Chegou a nova camiseta do Papricast, com uma ilustração muito bacana de um cara realmente parecido com o Brad Pitt em uma pose de uma cena de um filme realmente parecido com Clube da Luta. Clique aqui para garantir a sua e confira também nossa promoção das camisetas antigas.

flyer_tamanhos

ASSINE NOSSO FEED!

Feed, RSS e iTunes: http://feeds.feedburner.com/Papricast Para assinar no iTunes, clique na aba Avançado, e Assinar Podcast. Cole o endereço e confirme. Assim você recebe automaticamente os novos episódios.

Compartilhe
Comente
  • Nay Schall

    Amo o papricast, mas vim aqui falar que achei que vcs deram uma escorregada nesse programa.
    Antes deixa eu dizer que não entendo bulufas de cinema pra avaliar tecnicamente os filmes. haha
    Mas acho que vocês, como nerds, amantes de quadrinhos e de coisas que, só há pouco tempo se tornaram cool e aceitas amplamente pelo grande público, sendo antes só “coisa de nerd”, no sentido pejorativo da coisa, podiam ter tentado se colocar um pouco mais do lugar de quem realmente gosta de carro e de toda a parafernália da cultura low rider, hot rod e custon, e tentar entender o quanto as corridas de arrancada, o som dos motores ~envenenados~ e a sequencia de trocas de marcha e puxadas de freio de mão do drifitng fazem um apaixonado por carros de 50 anos (tipo meu pai) mijar nas calças.

    Também não entendo bulufas de carros, nem dirigir eu dirijo, mas meu pai entende e adora carros tanto quanto vocês adoram quadrinhos e, assistindo Velozes e Furiosos, deve ter tido uma sensação muito parecida com a de vocês assistindo Vingadores 2.

    Não to falando que as atuações são maravilhosas, nem pra aplicar leis da física nas cenas de ação, mas também num da pra comparar com Transformers, né? Entendo que não é a pira de nenhum de vocês, então a experiência fica diferente mesmo, só to falando que numa próxima valia tentar enxergar os filmes como um apaixonado por carros ~fuçados~, do tipo que tem orgarmos com barulinho de turbo acionando. Talvez vocês consigam até achar os filmes legais e se divertir mais assistindo.

    Beijos pra vcs e pros nenéns. <3

    • Marton Santos

      Então Nay, ACHO que o pessoal se apegou muito no fato de termos falado (eu, mais especificamente) que o filme nunca teve apelo pra mim pois nunca gostei de carro e tinha trauma da cultura cheveteira. Reouvindo esse trecho fica realmente parecendo que eu não gosto dos filmes por causa disso, e não é o caso. Quis dizer apenas que o filme não tinha um apelo imediato pra mim, como Vingadores têm e você muito bem colocou.

      A questão é que, quando o filme é bacana, ele supera esse ranço de não ter apelo imediato. Eu nunca pensei NA VIDA em tocar bateria, mas Whiplash foi um dos meus filmes favoritos dos últimos tempos. Por essa lógica eu teria que adorar todos os filmes de super-heróis, só porque gosto do tema de antemão, e isso está longe de ser verdade. Nem sou grande aficcionado por carros, mas surtei foda assistindo Rush. O cinema tem esse “punch” de fazer nos apaixonarmos por temas que não são da nossa realidade, desde que o material produzido seja apaixonante, Acho FF genérico na trama, nas atuações, nos personagens e nos dilemas. Já vi tudo isso em dezenas de filmes de ação anos antes da franquia começar. Ronin e Bad Boys 2 (SIM do Michael Bay) tem cenas de perseguição que me fazem ter vontade de sair por ai dirigindo, mas FF não.

      Fora todo o contexto da cultura do racha, que causa acidentes e provoca mortes de inocentes, mas aí é papo pra OUTRO textão 😉

  • Gabriel Petry

    Caras duas coias:

    1.na moral, Tokyo Drift é O MELHOR velozes e furiosos, e sera imbatível até lançarem um novo com drift, talvez o primeiro empate com esse, but Tokyo Drift ta no meu coração <3

    2. Vin Diesel tinha que fazer filme de caminhão.

  • Maria Assis

    Mesmo com 1 semana de atraso, tenho que compartilhar minha experiência com esse papricast rápido e irritado. Primeiro pensei ‘o que eu quero saber de velozes e furiosos?’ E lembrei do outro Papricast em que comentaram sobre eles terem virados super-heróis, e confesso que fiquei curiosa. Lá pelo meio tava quase rindo alto, só me segurei porque estava num espaço público. Papricast muito divertido! Se estivesse em POA arranjaria um Papri-encontro pra ver o sétimo filme. hahaha :)

    • Karla Riet

      Baaaahhhh Mariaaa, que baita ideia.. podia rolar um papriencontro no cinema pra ver um filme, neeeh! Bah, eu pilhava fácil!!

  • Karla Riet

    E aí, meu povo!!! Assisti ontem o último filme da série (IMAX e 3D ). Ano passado, para assisti ao 6° filme, eu e meu namorado fizemos a mesma coisa que vocês fizeram essa semana – Assistimos TODOS os Velozes e Furiosos em sequência. E sabe que não foi tão torturante… tá, ok ok.. tem uns filmes bem bostas, e as vezes irrita tudo o que eles fazem com os carros… maaas é uma diversão legal. E no final das contas, acho que eles fizeram uma ligação boa com todos os filmes. O 7° não é o melhor deles, mas o final ta foda (chorei) e os caras se puxaram pra não deixar transparecer a perda do Paul Walker, se tu não fica procurando, nem se dá conta que tem cenas que não é ele. Sei que é uma série besta, mas eu curto. Me julguem 😉
    Bjo bjo!!

  • http://www.jaimeneto.com Jaime Neto

    Caramba, papricast é tão bom, que mesmo quando falam sobre uma franquia tão bosta, vale a pena ouvir!
    Quase me acabo de rir quando disseram que “Êxodus é um velozes e furiosos com cavalos/vigas”! ahehaehuaeuuhea

  • Luciano T L

    caçadores de aventuras! realmente, depois que falaram percebi que o roteiro do primeiro filme é igual.
    só não entendo a preocupação de encaixar o terceiro filme entre o sexto e sétimo, afinal eles ressuscitaram a namorada do toreto e o carinha que levou a bola nas costas do paul qualquer coisa. Ressuscitar o japa e matar ele depois não teria problema nenhum.

  • Lucas

    Ótimo cast, como sempre.
    Mas eu acho que não era o Paul Walker dirigindo qnd morreu.

  • doriman

    eai blz?eu entendo voces nao gostarem de carros,mais ai falar que drift e dar uma escorregadinha e ignorancia,moro no japao ja pratiquei drift e na epoca que saiu os filmes,nao era assim glamuroso,mais saiamos cada um com seu carro para correr a noite,parecido com o 1 filme,mais iamos fazer drift ,para quem estava nesse meio,creio que as seguencia foi uma progressao,para quem gosta quer continuar,p isso precisa de dinheiro p manter isso que e caro, veja esse video. https://www.youtube.com/watch?v=Y0iwKJe7zRI ah, uma coisa quem anda de onibus e nao dirige acho que nao tem gabarito para tirar sarro de quem gosta de carros..fica a dica

    • Marton Santos

      Esse papo de que quem usa transporte público vale menos é meio “terceiromundista suburbana”… estranho pra um cara que mora no Japão. #ficaadica 😉

      • http://pequenaschall.com.br Prix Schall

        Mar num foi isso que o cara falou, Marton :/ hahahaha
        O que ele disse é que quem não curte carro, não valoriza dirigir e prefere andar de transporte público ao invés de pegar no volante, não tem muito como saber como é gostar disso. Como é se emocionar com a coisa e tal! Nada relacionado com classes sociais!

        • Marton Santos

          Olha…li e reli o que o “doriman” escreveu e ainda me parece que ele estava tentando tirar um sarro do tipo “não tem carro e fica falando mal de quem faz drift”. Se não foi o que ele disse, talvez o #ficaadica ir6onico no final tenha dado essa impressão… enfim.

          P.S.: eu e minha esposa temos carro sim, então se isso em algum lugar significa que sou bem sucedido, ponto pra mim. Embora eu ache que carro=sucesso é coisa de brasileiro suburbano, acostumado a não ter transporte de qualidade.

          • http://pequenaschall.com.br Prix Schall

            É… o doriman podia ter usado palavras melhores né? Começou razoável, mas o final do comentário ficou meio esquisito mesmo. Mas enfim, vale pela reflexão (y)

            E quanto a relacionar carro a sucesso, também acho descabido! To contigo. E sobre “ter que ter dinheiro” pra manter o carro pra drift, é uma questão de prioridades tbm.

  • Adriana C.Rodrigues

    vi só o primeiro inteiro, mas vcs me deixaram com vontade de assistir essas coisas aí, prometo que quando estiver passando na tv e eu estiver presa no sofá eu assisto.

  • Augusto

    Muito bom o programa galera! Me deixou com vontade de ver o FnF 1.

    Continuem com a ótima qualidade!

  • Felipe

    Sou entusiasta de carros e assisti pelo menos os 3 últimos no cinema, na estréia. Cresci com amor por esse filme por conta de jogos como Need for Speed e colecionáveis como Hot Wheels. Bom, o cast foi muito divertido e essa pegada mais heróica que a série levantou a partir do 5 foi a melhor coisa que teve para a trama.
    Mas, para mim o melhor filme da franquia é o 3. Drift é maneiro pra caralho e os carros japoneses são mto loucos

  • Cantarzo

    Carro estava a entre 130 e 150km/h e não 300. Quem dirigia era o amigo, não o Paul Walker…
    Limite de velocidade do local era de 70km/h.
    Basta uma pequena pesquisada de 30segs pra achar essas informações.

    Velozes é umas das minhas franquias de estimação, assim como Jogos Mortais e Atividade Paranormal. Mta gente fala mal, mas foda-se, essas franquias entregam o que prometem.

  • Angelo Israel

    Rapidos, irritados e infiltrados.

  • Gabriel uhmann

    Depois deste cast estou só pelo news!

  • Tiago Aquines

    Preferia o podcast de mentira, o dos anos incríveis, mas enfim.
    Ouvi o programa tendo assistido só o primeiro filme da franquia e agora não vou precisar ver o restante, obrigado galera!
    hahaahhahaha

  • lucas terra

    Miura e Corvette kkkkkkkkkkk

  • Hugo Quirino

    Olá, galera!
    Ri alto da comparação de Fast com Vingadores. Genial! Os caras, sem querer, conseguiram criar um universo só remendando cagadas antigas.
    Mas sabem o que é pior? Funcionou! Velozes é a melhor franquia de ação dos últimos anos.
    Ví o 5 no cinema (e não, não me arrependo e ainda verei o 7 também) e minha única frustração foi a PM carioca na usar gols bolinha, blazers e caveirão. Aliás, o The Rock usa um caveirão (!?). Enfim, é filme pra curtir muito com cérebro desligado.

    • Hugo Quirino

      Esqueci de dizer mas sou do RJ.

  • Angelo Israel

    Só assim com um podcast pra eu entrar em um carro dos Velosos e Furiosos, se ñ me falha a memória assiste um em que passa no Japão, hoje pode chegar em 10 filmes que não dou um play muito menos ir ao cinema.

  • Alexandre

    Ao contrário do que espalharam pela NET …. o diretor conseguiu a façanha de -xxxxxxxxxxx- (EDITADO)

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Agora é que lembrei de avisar que era #Spoiler ….

  • Frozzzt

    Afinal! de quem é a voz que diz “papricast” na vinheta oficial da abertura?

  • Celso Reis

    Eu até gostei de algumas coisas da série, são filmes para amaciar os neuronios, sem pensar muito, mulheres bonitas e talz. Lembro que o 1 saiu tb na vibe do Need for Speed Underground, que bombava na época. Mas tenho que dizer, as musicas da série são legais de se ouvir na balada e talz.
    E esse Papricast foi bem melhor que os ultimos hein. Parabéns.

  • Edivaldo F. Alves

    Confesso q mesmo tendo assistido os 6 filmes, nunca o fiz qdo lançados e sim mto tempo depois! Geralmente esperando passar na tv, com exceção do primeiro e o sexto! O primeiro aluguei na época, assisti e gostei.Também não sou entusiasta de carros, mas ainda sim achei a ideia legal! O sexto só assisti pq o Paul Walker morreu e bateu curiosidade! De qquer forma, a franquia tem muitos méritos, afinal faz muita grana e esse sétimo tem tudo para ser uma das bilheterias top do ano – obviamente Transformers 4 deixa claro q a relação bilheteria/qualidade não quer dizer absolutamente nada! O público mudou, os carros mudaram (antes eram carnavalescos e agora são focados em potência, desempenho e dirigibilidade) e a forma q eles contam as histórias tb! Certamente não verei o 7 nos cinemas, mas online qdo possível! O q o Maurício Saldanha disse no programa sobre Blockbusters fez eu olhar essa franquia de uma maneira diferente! Assumir q eles agora são super-heróis cujos os poderes é desafiar as leis da gravidade, geralmente utilizando carros, faz vc lembrar dos últimos filmes com um certo bom humor e tolerância! Enfim, penso q quem for assistir tem q pensar q vai ver um Mercenários com carros! Me surpreendeu q nesse programa, quem fez o papel apaziguador, aquele q tentou entender mais a visão daqueles q gostam dos filmes tenha sido o Jaison, já que ele por muitas vezes é aquele q tem as opiniões mais contundentes! Achei legal isso! Que o News volte logo, já q por não ter mais leituras de e-mail ou comentários no programa o número de comentários do site caiu de maneira impressionante! Tanto é q nesse momento estou vendo apenas um comentário e ele foi feito há 7 horas atrás!

    • Karla Riet

      Verdade, Edivaldo!! Esse foi uns dos programas que menos teve comentário no site =/
      Acho que o News tinha que voltar, mesmo que repaginado, pra não ficar tão moroso para nossos amigos papricasters. Mas sinto saudades das estreias da semana, não vou negar =~~~~

  • Lucas Freire

    Provavelmente a melhor coisa que essa franquia fez foi abandonar (mesmo que pouco) o car porn e abraçar de vez o gênero Testosterona Total. Por mais furos que tenha o roteiro, alguns deles conseguem ser divertidos pra entreter por duas horas, na minha opinião.