Papricast 179 /// Representatividade

Mimimi. Frescura. Feminazi. Sempre tem uma desculpa pronta na língua para rebater quando uma mulher se levanta para cobrar representatividade. Em uma semana onde Robin Wright exigiu o mesmo salário que Kevin Spacey, para retomar seu papel como Claire Underwood em House of Cards, chamamos as Irmãs Schall para discutir sobre onde estão as mulheres na cultura pop.

[DOWNLOAD]

Ficha Técnica: Nesse programa Marton Santos, Leonardo Santos, Nayra e Priscila Schall falam sobre representatividade na cultura pop, por 84 minutos.

Promoção Pousada Retiro das Ilhas

Quer ganhar um final de semana em Bombinhas – SC com direito a jantar feito por um Personal Chef? Então publique uma foto na sua timeline do Facebook com a hashtag #CasalGourmetRetiroDasIlhas e curta a fanpage da Retiro das Ilhas para concorrer. A mais criativa ganhará esse super prêmio com direito a acompanhante. Em duas semanas divulgaremos o resultado no Papricast 181•.

* O prêmio contempla hospedagem e jantar. Despesas com deslocamento ficam por conta do vencedor.

Padrim Papricast

CLIQUE AQUI E SE ASSOCIE AO PADRIM

Patreon Papricast

CLIQUE AQUI E SE ASSOCIE AO PAPRICAST

ASSINE NOSSO FEED!

Feed, RSS e iTunes: http://feeds.feedburner.com/Papricast Para assinar no iTunes, clique na aba Avançado, e Assinar Podcast. Cole o endereço e confirme. Assim você recebe automaticamente os novos episódios.

 

Compartilhe
Comente
  • Gustavo Apolinário

    Uma Série legal tratando disso é o “The New Normal”… 2 gays ricos que vão ter um filho, contratam uma mãe solteira para ser barriga de aluguel. A série fala muito disso. Tem uma cena que mostra vários tipos de mães diferentes, a mãe solteira, a anã que teve filha com pessoa alta e a filha vai passar a altura dela. É muito legal a série.

  • Juliana Rocha

    Pessoal, o programa foi muito legal!!!! E gostaria de elogiar não só a escolha do tema como da trilha sonora que é muito linda!

  • Ana Elisa Lucci Vieira

    Vocês são os melhores, caras. Sério. Senti um puta orgulho desse podcast. Obrigada! <3

  • Suelen

    Ganharam um madrinha por conta desse episódio!!!
    Gostei de ver a mudança no pensamento de vcs, tenho percebido essa mudança já a algum tempo, mas nesse episódio vcs arrasaram.

    Bjus

  • Anabella Kruger

    Recomendo fortemente que assistam essa palestra até o final antes de continuar difundindo essa doença: https://youtu.be/_QNdVsV4048

    • martonsantos

      OPA! Que delícia!

      Uma hora de um padre fazendo piadinhas sobre sexualidade alheia.

      Só não assisto com medo que tenha vírus e me deixe dodói que nem você.

      • martonsantos

        Aliás… por onde anda Marx?

        BEJO Marx!

      • Anabella Kruger

        Não é uma hora de um padre fazendo piadinhas sobre sexualidade…

        Você só não assiste porque se manter na ignorância é realmente comodo e fazer propaganda da modinha do momento deve te trazer um bom número de usuários…

        Se você deixar preguiça e o preconceito de lado e pelo menos assistir ao vídeo até o final para depois julgar o seu conteúdo realmente talvez você fique dodói como eu…

        • Ana Elisa Lucci Vieira

          Quem tem que deixar preconceito ou preguiça de lado aqui é você. Vá pesquisar coisas úteis na internet, não mandar videozinho tendencioso em sites.

    • Leonardo Torres Dos Santos

      Peguei gonorréia vendo esse vídeo! Obrigado por nada!

      • Anabella Kruger

        Tenho certeza de que se você de fato tivesse assistido ao vídeo não teria feito esse comentário idiota…

    • Suelen

      Só vi até a parte que ele chama trans de monstro, indico o canal das bee no youtube, onde eles entrevistam esses monstros, quem sabe vc ver que são seres humanos tire um pouco dessa visão. São pessoas normais que só querem respeito e seu lugar na sociedade, não são monstros. Me entristece ver uma religião que prega respeito e amor ser usada dessa forma.

      • Anabella Kruger

        Ele chamou o processo de transexualização de monstrificação… De fato eu não concordo com isso, entretanto essa é uma opinião pessoal dele, que ele emite aos 5 min de vídeo e isso não se repete no decorrer da palestra.

        Todo o restante da palestra são citações de livros comunistas e feministas, ele não fala nada segundo “achimos”, tudo esta bem referenciado…

        Se você viu 5 minutos desse vídeo, você não viu o vídeo…

        Acredito que todo ser humano merece igual respeito, mas não preciso concordar com uma ideologia porca dotada de interesses escusos.

        Assista o vídeo por completo e você vai entender, ignore a opinião pessoal do padre (que é um ser humano e portanto erra) e se atenha aos fatos que ele expõe, que são todos bem fundamentados e referenciados pelos pilares de sua ideologia.

        • martonsantos

          Você não precisa concordar com nada. É só cuidar da sua própria vida e deixar os outros serem quem são.

          • Anabella Kruger

            Caro ignorante, em momento algum eu estou impedindo ou tentando impedir alguém de ser quem é..

            Entretanto quando existe um elemento modificando o mundo ao meu redor, modificando o mundo em que meus filhos crescerão e portanto ao qual serão submetidos eu tenho todo o direito e até mesmo o dever de alertar aos demais sobre a real natureza dessa modificação e suas consequências…

            Sei que você é pai e tenho certeza que se por algum momento tivesse tirado a viseira poderia me compreender.

    • Juliana Rocha

      Esse vídeo tem 1h32 min. Tu assistiu isso tudo sem se dar o trabalho de refletir criticamente nada do que ele disse. Ele fala um monte coisa errada, distorce um monte de teorias, coloca trechos de livros fora de contexto e vc nem pra ir no Google e pesquisar. Em menos de 10 min, um pouquinho de inteligência e boa vontade vc desacreditaria esse cara. Ele mesmo disse: “Tá lá na internet!” Ler trechos de livros e falar a minha interpretação não quer dizer que eu estou provando alguma ideia ou rebatendo algum argumento. Só quer dizer que eu to dando a minha opinião. E opinião não significa conhecimento. E se vc tivesse o menor pensamento crítico que fosse não teria engolido o que ele disse. O que vc queria era só alguém que tivesse a mesma opinião que vc, com um pouco mais de floreios!

  • Cliff Rodrigo Silva

    Meus parabéns pelo episódio, um dos melhores sobre esse assunto que já escutei. Marton, entendo sua ressalva em usar “minorias” para tratar grupos que não são minoritários, e, para tanto, existe um termo – não sei se ainda está em voga, pois usavam na minha graduação há dez anos – que é “maiorias silenciadas” para se referir a esses grupos sociais que, apesar de majoritários não têm suas vozes ouvidas. Parabéns pelo programa! Abraços!

  • Danilo Matias

    Hey macho… qual o nome da musica do final?

  • Marcial Junior

    Sense8 tbm mostra que sem diversidade nao somos nada. Ja imaginou se fossem 8 caras iguais? A trama acabava em 2 episódios

  • Marcial Junior

    Acho que o Marton deu uma viajada nessa da MM hem. Achei ela linda na imagem, mas nada de sexy service, acho que foi mais no prazer de ta numa batalha mesmo.

  • Felipe Barbosa

    Excelente programa hein!

  • Edivaldo Alves

    Sabe onde tem pouca representatividade? Aqui nos comentários do site. Galera não usa o espaço pra comentar… lamentável! Programa mto bom! Acho q vale lembrar q apesar da Marvel/Disney estar realmente devendo no q se refere ao universo feminino, vem ai o filme do Pantera Negra q será composto por um elenco de 90% de membros da comunidade negra. O diretor Ryan Coogler, do ótimo Creed irá comandar um elenco interessantíssimo. Há rumores q mtos atores e atrizes afro-americanos e africanos estão empolgados e buscando participar do filme por conta dessa altíssima representatividade. Vale lembrar tb q a HQ do Pantera Negra, até agora foi a mais vendida no ano, passando ícones como Batman e Homem-Aranha. Penso q esse filme será um marco interessante! Pois se a qualidade do elenco e direção corresponder, tem tudo para ser um ótimo filme e, talvez, quebrar uma barreira enorme! Outra coisa q talvez seja possível abordar é uma pergunta q eu vi uma youtuber fazer… será q se o elenco das Caça-Fantasmas fosse compostos por “gostosas”, teria essa rejeição? Ela levantou a questão ao dizer q nem saiu o filme do esquadrão suicida e já estão querendo fazer um filme da Arlequina, e mais outras “gostosas”. E ela questiona se mto da reação do público a Arlequina da Margot Robbie não é o fato dela estar em roupas minúsculas e, obviamente, ser lindíssima. Vlw, um abraço

    • Marcial Junior

      Puuuutz, que baita comentário. Estou ouvindo o programa agora, e se ele gerou esse tipo de comentário, deve ta foda.

  • Natanael Gonçalves

    Que baita episódio! Parabéns guris e gurias

  • Karla Ronsoni Riet

    Gurizada, que episódio LINDO!
    Apenas isso =*